sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Meu lado Gris (3)

IMEMORIAL
http://3.bp.blogspot.com/_ImQyAnUrnyU/R8G5NjbNsmI/AAAAAAAAAIw/Mt8J1WW_c94/s400/Ang%C3%BAstia%2B1.jpg

Não fui quem sou, quando nasci.
Nem sou quem sou, quando amo.
Nem quando sofro.
Porque coexisto.
Porque a angústia

é uma herança.

Só me aproximo de mim mesmo
quando fujo,
atravesso a fronteira,
ou me defendo, ou fico triste.

Ou quando sinto a rosa
secreta e quente da vergonha
subir-me à face.

O mar me bate à porta,
como um grito da origem.
Mas como descobrir
a onda imemorial que me trouxe?

Cassiano Ricardo
in Um dia após o outro,1947


Nenhum comentário:

 
DESAPARECIDOS: Clique aqui e coloque no seu Blog!